sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Obama promete

Segurança

Obama promete investigar denúncias de espionagem a dados do Brasil

A presidente Dilma Rousseff vai propor, na ONU, durante a Assembleia Geral das Nações Unidas, “uma nova governança contra invasão de privacidade"

06 de setembro de 2013 - 13h29ae3
 
A presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira (6/9), antes de deixar São Petersburgo, na Rússia, que o presidente dos Estados Unidos, Barak Obama, se comprometeu a assumir a responsabilidade direta pela investigação das denúncias de espionagem a dados pessoais dela, de assessores e de cidadãos do Brasil. Os dois presidentes tiveram um encontro bilateral ontem (5/9), paralelo às atividades da 8ª Cúpula do G20, países que englobam as maiores economias mundiais. A conversa era esperada após denúncias de que os americanos espionaram brasileiros, entre eles a própria presidenta.
"Obama assumiu responsabilidade direta e pessoal pela investigação das denúncias de espionagem”, disse Dilma antes de embarcar de volta para o Brasil.  Segundo a presidente, sua primeira visita com honras de chefe de Estado aos Estados Unidos depende do desdobramento do caso e das explicações dadas pelo governo norte-americano. "A minha viagem a Washington depende das condições políticas a serem criadas pelo presidente Obama", disse.
No último dia 2, Dilma sinalizou com a possibilidade de adiar ou até mesmo cancelar a visita, marcada para 23 de outubro. Ontem, o Planalto confirmou o cancelamento do envio, a Washington, da equipe formada por funcionários da Presidência da República, responsável por preparar visita.
Durante coletiva à imprensa antes de embarcar, Dilma também informou ainda que vai propor, na ONU, durante a Assembleia Geral das Nações Unidas, no dia 24 de setembro, em Nova Iorque, “uma nova governança contra invasão de privacidade".

Computerworld

Nenhum comentário: