domingo, 29 de julho de 2012

Virus Nuclear

Vírus ataca usina nuclear no Irã e obriga computadores a tocar AC/DC

E-mails enviados por um cientista da Organização de Energia Atômica do Irã informaram que um malware obrigou computadores a tocar "Thunderstruck" no volume máximo

Cientistas reportaram no começo da semana que computadores de uma usina nuclear no Irã foram atacados por um vírus que os obrigava a tocar a música “Thunderstruck” da banda australiana AC/DC - e no volume máximo.

Mikko Hypponen, chefe de pesquisas da empresa de segurança F-Secure, diz que recebeu "uma série de e-mails do Irã" neste final de semana sobre o ataque. Os e-mails teriam sido enviados por um cientista da Atomic Energy Organization of Iran (AEOI, sigla para Organização de Energia Atômica do Irã, em tradução livre).

Um dos e-mails foi publicado pelo analista em um post no blog da F-Secure, na segunda-feira (23/7).

"Estou escrevendo para informá-lo que o nosso programa nuclear foi mais uma vez comprometido e atacado por um novo vírus que encerrou nossa rede de automação em Natanz e Fordo, outra instalação perto de Qom [...] A rede de automação e hardware Siemens foram atacados e desligados. [...] Houve também algumas músicas tocando aleatoriamente em várias das estações de trabalho durante o meio da noite com o volume no máximo."

No entanto, Hypponen encerrou o post afirmando que não "podemos confirmar qualquer detalhe. No entanto, podemos confirmar que o pesquisador estava enviando e recebendo e-mails de dentro da AEOI."

Já não é a primeira vez que Hypponen foi bombardeado de e-mails desse tipo. Mês passado, o analista teria escrito no Wired sobre a sua experiência de ter recebido um e-mail da Equipe de Emergências em Computadores do Irã, que informava sobre a descoberta do Flame.

Para quem não se lembra, o Flame é um supervírus espião desenvolvido a mando do governo dos Estados Unidos em parceria com o de Israel, com o intuito de atacar e destruir o programa de enriquecimento de urânio do Irã.
IDG

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Futuro mesmo

Vídeo: Busca do Google agora reconhece textos escritos à mão

Ferramenta Handwrite está disponível para aparelhos com Android e iOS

O Google anunciou nesta semana mais uma novidade para seu popular site de buscas, o suporte para textos escritos à mão.

A ferramenta Handwrite permite que usuários de aparelhos com telas sensíveis toque usem seus dedos ao invés do teclado virtual para escrever os termos que serão procurados no Google.

Para habilitar a ferramenta, disponível para aparelhos com iOS 5 ou posterior e Android 2.3 ou posterior, confira as imagens abaixo:







Vídeo de demonstração da ferramenta Handwrite:


Baboo




sábado, 21 de julho de 2012

Suites em Agosto

Olá
Estou finalizando os testes nas suites de segurança e estarei postando aqui no mês de agosto, as que estou testando no laboratório são:

F-Secure
Avira
Trend Micro
Panda
Bullgard
Gdata
Bitdefender
Comodo
Avast
AVG
Eset
Kaspersky
Norton Symantec
Webrot
Ad-Ware

Até breve,

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Bug Norton

Bug em antivírus da Symantec torna computadores inoperantes

Problema afetou alguns usuários do Norton Antivírus que usavam o Windows XP.

A solução provisória é remover manualmente o software Alguns consumidores da gigante de segurança na informática Symantec ficaram furiosos nesta semana: é que um bug na atualização automática de dois programas da empresa, entre eles o Norton AntiVirus 2012 , causaram graves panes em PCs rodando o Windows XP.

O pior: para solucionar os travamentos, os clientes afetados são obrigados a remover manualmente o software de segurança do computador, segundo orientações da própria fabricante.

Segundo a Symantec, cerca de 300 clientes corporativos foram afetados e pelo menos 60 individuais. A culpa foi atribuída aos padrões de compatibilidade dos programas. A saia justa não poderia vir em momento pior, logo após o anúncio de uma retração forte nos lucros da empresa. Fonte: Reuters

Symantec

domingo, 15 de julho de 2012

Lista Negra

Rússia aprova lei que vai colocar sites em 'lista negra' da internet

Páginas que incitarem o uso de drogas, suicídio ou material 'extremista' poderão ser bloqueados

O ACTA pode ter acabado, mas a ideia de segmentar a internet - ou parte dela - ainda não foi descartada. Isso porque a Duma (câmara baixa do Parlamento russo) aprovou nesta quarta-feira (11/07) o projeto de emendas para a "Lei da Informação", que autoriza a filtragem de sites da internet utilizando uma "lista negra" e o bloqueio dessas páginas da web.

O projeto propõe que sites que incitam ao uso de drogas, suicídio, material "extremista" ou qualquer outro conteúdo considerado "ilegal" sob a lei russa poderão ser inclusos na tal lista negra. Se depois de 24 horas os responsáveis pelas páginas suspeitas não removerem o materal ofensivo, o governo vai bloquear seu acesso para os 145 milhões de habitantes do país.

Segundo a Agência EFE, dois gigantes da internet russa - o site de busca "Yandex" e a rede social "VKontakte" - se uniram aos protestos contra a lei, que procura restringir o acesso às páginas que as autoridades considerem impróprias para o público. Assim, o "Yandex" modificou seu logotipo de "Encontre tudo" por outro no qual a palavra "tudo" está riscada.

O primeiro-ministro da Rússia, Dimitry Medvedev, disse que a internet deve ser "livre", mas alertou que precisa ser regulada com base em algumas regras que a comunidade global ainda não definiu. De acordo com o CNET, o projeto de lei será assinado ainda este ano pelo presidente russo Vladimir Putin.

A aprovação da lista negra acontece um dia depois que a versão russa da enciclopédia digital Wikipedia suspendeu o acesso à sua página, em protesto contra emendas que "poderiam criar uma censura global à margem da justiça na Rússia e também fechar a seção russa" da ferramenta. A comunidade da Wikipedia, junto com outros ativistas, alega que, sob pretexto da luta contra a pornografia infantil e "outras coisas do tipo", os autores do projeto, na realidade, desejam criar um "firewall chinês", sistema de filtragem de conteúdo "não desejado" pelas autoridades.
OD

Internet

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Office 2013

E a vida continua...

TECNOLOGIA Office 2013 será lançado pela Microsoft na segunda-feira Pacote, considerado a “Galinha dos Ovos de Ouro” da produtora de software, será apresentado durante o Microsoft Global eXchange, que será realizado na próxima semana em Atlanta (EUA). GREGG KEIZER, COMPUTEworld, EUA.

A Microsoft irá apresentar a próxima versão do Office, provavelmente batizada de Office 2013, em um evento na próxima segunda-feira, segundo informações do jornal USA Today.

segundo o jornal, o CEO Steve Ballmer irá liderar uma conferência com a imprensa, onde irá apresentar o que a Microsoft chama internamente de “Office 15”. A maioria dos analistas - e a própria Microsoft, com uma ou outra dica - espera que o ano continue, como já é tradição, fazendo parte do nome do produto. O USA Today cita fontes anônimas familiarizadas com os planos da Microsoft que disseram que o Office será o ponto focal do evento.

A Microsoft tem sido especialmente sigilosa quanto ao Office 2013, e não disse praticamente nada sobre o pacote além de prometer uma versão beta pública ainda em meados deste ano e confirmar uma versão para o Windows RT, a versão do Windows 8 otimizada para tablets ARM, que incluirá quatro aplicativos e será fortemente redesenhada com foco na interação via toque.


Na semana passada a Computerworld chegou a prever que a Microsoft iria anunciar o Office 2013 Beta durante o evento WorldWide Partners Conference (WPC), que aconteceu entre os dias 9 e 12 de Julho em Toronto. A previsão foi feita com base no fato de que a versão 2010 do Office foi apresentada durante uma WPC, três anos atrás. Mas a previsão não se realizou.


A Microsoft ainda não forneceu nenhuma informação sobre o preço, data de venda, opções de upgrade ou número de versões do Office 2013 que serão comercializadas. É improvável que todos esses detalhes sejam divulgados por Ballmer na próxima semana, mesmo que ele use o evento para anunciar um beta público. A empresa tipicamente espera até muito mais perto da data de lançamento para discutir questões como o preço, por exemplo.


Blogueiros, repórteres e analistas tentam adivinhar a data de lançamento do produto. Até o momento, o consenso parece ser o início de 2013. Se a Microsoft seguir o mesmo ritmo de desenvolvimento que usou no Office 2010, ela irá lançar o pacote 28 semanas após a entrega do primeiro beta público. Assumindo que Ballmer irá anunciar a disponibilidade do Beta na próxima segunda-feira, isso coloca a chegada do Office 2013 às lojas entre os dias 28 de Janeiro e 1 de Fevereiro de 2013.


Mas não há unanimidade. Mary Jo Foley, uma analista da ZDNet especializada na Microsoft, disse que segundo fontes ouvidas durante a WPC, na semana passada, o Office 2013 não chegará às lojas antes de Maio de 2013. O Office 2013 RT, o provável nome da versão para tablets ARM, terá que chegar aos consumidores muito antes, se o Windows RT realmente for lançado em Outubro, junto com o Windows 8.


O Office 2013 RT será incluso com o tablet Surface, da Microsoft, que segundo a empresa estará à venda por volta da mesma época do lançamento do Windows 8, programado para o final de Outubro segundo a própria Microsoft. A empresa colocou um preview do Office 2013 nas mãos de um seleto grupo de testadores em Janeiro deste ano.


Ainda não está claro quais versões do Windows irão suportar o Office 2013, embora o Windows 8 seja certeza, e o Windows 7 praticamente. Entretanto o Windows XP, com seus 11 anos de idade, poderá ser excluído da lista já que o fim de qualquer suporte ao sistema está programado para Abril de 2014, apenas um ano após o lançamento do Office.


O Office é um componente crucial na arrecadação da Microsoft. No primeiro trimestre de 2012, por exemplo, a divisão Business, que inclui o Office, reportou uma arrecadação de US$ 5.81 Bilhões, ou 33% do total arrecadado pela empresa no mesmo período. A mesma divisão foi a que arrecadou o maior percentual da renda total entre todas as divisões, à frente da responsável pelo Windows e Windows Live, que gerou US$ 4.62 bilhões ou 26.5% das vendas totais no período.1


A Microsoft irá informar seus resultados do segundo trimestre em uma conferência com analistas de Wall Street em 19 de Julho em Atlanta, onde irá acontecer o Microsoft Global eXchange (MGX), o grande encontro anual da empresa onde os objetivos fiscais e projetos para o ano seguinte recebem destaque.


O MGX irá começar em 17 de Julho, um dia após o esperado anúncio do Office 2013 por Ballmer, e vai até o dia 20 de Julho.
CW

Add Poster

domingo, 8 de julho de 2012

MSE

Microsoft lança nova versão de testes do seu antivírus gratuito

Microsoft Security Essentials v4.1 Beta está disponível para plataformas 32 e 64 bits

A Microsoft disponibilizou nn final de junho uma nova versão de testes do seu popular antivírus gratuito, o Microsoft Security Essentials v4.1 Beta.

Detalhes específicos sobre o que há de novo nesta versão não foram divulgados, mas já foi confirmado que ela traz melhorias em seu mecanismo de detecção de malwares e no desempenho durante a verificação do sistema.

O Microsoft Security Essentials v4.1 Beta é compatível com o Windows XP SP3 (apenas 32 bits), Windows Vista (32 e 64 bits) e Windows 7 (32 e 64 bits).

Requisitos de Sistema:
Sistemas Operacionais Suportados: Windows XP com SP3 (apenas 32 bits), Windows Vista com SP1 ou SP2 (32 e 64 bits) e Windows 7 (32 e 64 bits)

Download: Microsoft Security Essentials v4.1 Beta - x86
Download: 
Microsoft Security Essentials v4.1 Beta - x64

Baboo

sábado, 7 de julho de 2012

DNSChanger/ FBI

Milhares de computadores ficarão sem acesso à internet na próxima segunda-feira

FBI desligará servidores usados por criminosos

Na próxima segunda-feira (9), o FBI vai desligar os servidores que permitem que computadores infectados pelo vírus DNSChanger acessem a internet. Com isso, quem tem um computador infectado pelo vírus ficará sem acesso à internet e terá que alterar as configurações da máquina.

O virus DNSChanger fazia com que os computadores infectados navegassem na internet por meio de servidores controlados pelos criminosos. Com isso, os criminosos podiam enviar os usuários para versões falsas de sites populares, entre outras ações.

Os criminosos responsáveis pelo vírus foram presos no fim de 2011 pelo FBI e o vírus não está mais ativo. Mas, caso tirasse os servidores do ar, o FBI também cortaria a conexão de cerca de 500 mil computadores. Por isso, o órgão optou por adiar o fechamento do servidores até que os computadores infectados fossem "limpos".

Entretanto, ainda há 360 mil computadores infectados em todo o mundo. Esses computadores ficarão sem conexão à internet na próxima segunda-feira, e seus donos terão que reconfigurá-los.

Há algumas maneiras de verificar se seu computador está infectado.  O FBI criou uma página que detecta se o computador está infectado. A página exibe um fundo verde quando o PC está livre de vírus e um fundo vermelho quando o PC está infectado.

A empresa de segurança Eset também faz a verficação do DNSChanger em sua ferramenta de varredura online.


Diversos/IG

Federal Bureau of Investigation

terça-feira, 3 de julho de 2012

IE 10

Internet Explorer 10 muda visual e se integra ao Windows 8.

A Microsoft está desenvolvendo a nova geração do Internet Explorer, a décima, com novidades interessantes e uma mudança drástica de visual.

 O novo navegador faz parte do projeto do Windows 8 e, por isso, terá uma versão integrada ao visual Metro, voltado para dispositivos com tela de toque. Assim como o atual Internet Explorer 9, o Internet Explorer 10 terá segurança aprimorada e com suporte a HTML5. "O Internet Explorer 10 foi projetado para tornar a interação em sites da web rápida e fluida para o toque, assim como para o uso intenso de mouse e teclado. Com o IE10, os sites também estão no estilo Metro no Windows 8, incluindo a tela inicial, os botões, os ajustes e mais.

O IE10 também fornece a melhor proteção contra software mal-intencionado na Web oferecendo, também, controle verdadeiro sobre a sua privacidade online", afirma Rob Mauceri, gerente de programas de grupo para Internet Explorer em postagem no blog da companhia." Um dos destaques do Internet Explorer 10 é o fato de ser integrado a um novo Adobe Flash Player, que conta com a função de toque e otimização de energia integrado ao navegador.

Outra grande inovação será o recurso "não rastrear" como padrão, o primeiro navegador a dar esse tipo de controle aos usuários sobre a sua privacidade. Nova interface A nova interface, segundo a Microsoft, foi projetada para funcionar tanto em telas de toque quanto em navegação com mouse e teclado. O browser foi projetado com foco total na página que o usuário está visitando. Assim, os controles do navegador são exibidos sempre que o usuário precisar deles, e ficam ocultos quando não forem necessários. "O IE10 com estilo Metro possui uma abordagem diferente e mais moderna de navegação. Ele mantém o foco totalmente nos sites navegados, em vez de na atividade intensa de gerenciamento de guias e janelas que tem definido a navegação na última década", afirma Mauceri.
terra
Nova interface foi projetada para funcionar tanto em telas de toque quanto em navegação com mouse e teclado. Foto: Microsoft/Divulgação

domingo, 1 de julho de 2012

Certisign na Nuvem

Certisign lança serviço para assinatura digital de documentos na nuvem

Portal faz a coleta das assinaturas eletrônicas das partes envolvidas e faz autenticações dos contratos para acelerar os acordos de negócios como os de compra e vendas.

Com o objetivo de expandir o uso da certificação digital no mercado brasileiro, a companhia nacional Certisign acaba de lançar uma plataforma de serviço na nuvem que coleta assinaturas eletrônicas e faz autenticação de documentos que precisam de validade jurídica, sem que as partes envolvidas precisem se locomover fisicamente ou se dirigir até um cartório. É o "Portal de Assinaturas Eletrônicas", baseado no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil), que já conquistou seu primeiro cliente, os organizadores do Rock in Rio.

A Certisign investiu 2 milhões de reais para colocar o novo serviço no ar, que começa a ser oferecido gratuitamente por um período de dois meses para que os usuários dos certificados digitais possam degustá-lo na fase experimental. Depois da promoção, a tarifa será de 10,80 reais por documento eletrônico assinado, independentemente da quantidade de assinaturas, páginas ou de originais que serão distribuídos.

“Esse será o principal negócio da companhia em 2013”, anuncia Maria Teresa Aarão, gerente de desenvolvimento de novos produtos da Certisign. A empresa pretende usar a plataforma para prestar serviços a públicos variados. A ideia do portal é fazer com que pessoas jurídicas e físicas utilizem mais a certificação digital no Brasil.

Hoje, esse mecanismo de segurança já é uma exigência do governo para muitas empresas emitirem a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), enviar obrigações acessórias com o Sped (Sistema Público de Escrituração Digital) contábil e fiscal, entre outras prestações de contas ao Fisco. Já os cidadãos estão usando a tecnologia para entrega da declaração do imposto de renda e buscar informações no site da Receita Federal. A adoção pelas pessoas físicias ainda é timída por causa do custo da certificação, ainda considerado alto, e também porque seu uso é facultativo.

“Queremos popularizar a certificação digital no Brasil. O portal vem com essa missão e também para acelerar os contratos de negócios”, conta Maria Teresa. Ela aponta pesquisas de mercado que revelam que de 80% a 90% dos contratos de compra e venda no Brasil levam até 90 dias para serem formalizados por causa do vaivém da papelada e dificuldade para colher a assinatura das partes envolvidas. Às vezes o processo para porque uma das pessoas está em viagem.

Dispensa dos cartórios

A executiva observa que hoje os negócios estão exigindo mais rapidez nas operações e também menos burocracia. A vantagem do novo serviço, segundo ela, é que as pessoas vão poder assinar digitalmente os documentos das transações em qualquer lugar, mesmo fora do Brasil, já que as minutas estarão na nuvem. Outro ganho, de acordo Maria Teresa é a desmaterialização do papel e redução da emissão de dióxido de carbono (CO2).

Pelo novo serviço, será possível assinar eletronicamente contratos de prestação de serviço; compra e venda de mercadorias e imóveis; procurações; e toda a papelada exigida atualmente pelos governos para abertura de uma empresa no País. “Em pouco tempo, as pessoas não vão mais precisar mais levar esses documentos para reconhecer firma e autenticar em cartórios”, profetiza Maria Teresa.

Como a certificação digital tem validade jurídica e dá garantias de que a identidade de quem assinou é verdadeira, a executiva da Certisign acredita que, num futuro não muito distante, as pessoas terão de ir ao cartório somente quando precisarem formalizar documentos que exigem apresentação física, como é o caso dos testamentos.

O novo portal da Certisign conquistou como primeiro cliente os organizadores do Rock in Rio, que passam a assinar eletronicamente os contratos dos envolvidos no evento pela plataforma na nuvem. Outros potenciais usuários do serviço são bancos, seguradoras, construtoras, corretores, advogados, contadores, condomínios de shopping center e instituições de ensino etc.
CW

Suporte