terça-feira, 6 de março de 2012

Artigo On line

Segurança contra vírus online 

Quando há uma dúvida quanto à segurança do sistema de um PC os serviços de antivírus online podem ser um recurso interessante, embora limitado. A utilização de um sistema de antivírus no computador é sempre a solução mais aconselhável, mas como plano B estas aplicações podem funcionar, ou como segunda opinião.

Note que embora de acesso grátis e online, as aplicações exigem sempre a instalação de algum software e por vezes só funcionam com Internet Explorer, o que pode ser uma limitação. Naturalmente, como são disponibilizados pelas principais empresas de segurança, estes são também serviços que “abrem a porta” à venda de software comercial, ou pelo menos pretendem criar uma adaptação do utilizador às ferramentas

Para o ajudar a escolher o TeK analisou três dos serviços disponíveis na Internet e dá-lhe algumas indicações sobre os recursos e limitações. A análise limita-se apenas às funcionalidades e scans, não abrangendo a eficácia dos antivírus.

BitDefender Online



O BitDefender Online só funciona no Internet Explorer – versão 4.0 ou superior - por isso se tem como navegador Internet outro browser pode passar à frente e experimentar o próximo da lista. Mas, se usa o browser da Microsoft, que tem a maior quota de mercado, não se esqueça que tem de permitir o download da aplicação para poder usar o serviço.

O serviço faz uma leitura da memória, pastas, drives de disco e sector de arranque para verificar se estão presentes ameaças e dependendo do computador a analisar, conte com algumas horas até ter um resultado final. No caso do nosso PC o tempo estimado era mais de 3 horas e meia, embora fosse afinando para reduzir à medida que ia lendo os ficheiros.

O sistema é sempre analisado no todo, mas se quiser restringir o scan a apenas algumas pastas pode fazê-lo, o que torna o processo mais rápido.

Faça o que fizer, não ignore o aviso de que, se for encontrado um vírus e não for possível a sua limpeza, o ficheiro pode ser apagado… Nunca se sabe onde vai o BitDefender encontrar o vírus.

Embora não peça inicialmente nenhum registo, após a finalização do scan o BitDefender pergunta se pode enviar um relatório para juntar às suas estatísticas. Um procedimento “educado” mas que pode ser recusado pelo utilizador.

Panda ActiveScan



O ActiveScan da Panda já não é tão educadinho... Para além de instalar um controle de ActiveX de 8 MBytes, obriga a um registo com endereço de email válido e “impinge” logo a subscrição da newsletter.

Enquanto instala o controle de ActiveX aproveita ainda para distrair o utilizador com publicidade às soluções pagas.

A ferramenta da Panda também só funciona com Internet Explorer e arroga-se a capacidade de detectar e eliminar mais de 185 mil vírus, worms e troianos do sistema, discos e ficheiros comprimidos, para além do email.

Kaspersky Web Scanner



A empresa russa não foge à regra e obriga à utilização do Internet Explorer, mas exige uma versão mais recente, a 6.0 ou superior. A componente do Web Scanner a instalar no PC é também maior do que a dos outros browsers, com 9 Mbytes, entre executáveis e definições de vírus.

Com muito pouca modéstia a Kaspersky mostra um gráfico logo na primeira página onde se compara com outros produtos de análise online e afirma ser o melhor – naturalmente – em relação à concorrência, com sucesso de 97,89% de detecção de vírus.

Logo à partida é preciso aceitar um termo de responsabilidade onde se permite o envio de informação pessoal sobre o computador, que é enviada para o Kaspersky Virus Lab para efeitos estatísticos

Como dissemos logo no início, vale a pena experimentar estas soluções, mas o melhor é não confiar totalmente nelas para manter o seu computador livre de ameaças.
TEK SAPO

Nenhum comentário: