domingo, 11 de setembro de 2011

Ranking Trojans

Resultado 1º semestre:

BitDefender, criadora de sistemas de segurança de computadores, divulga o ranking das principais ameaças virtuais existentes no Brasil. De acordo o levantamento da central de inteligência antimalware da empresa, realizado entre janeiro e março deste ano, a utilização de forma maliciosa da função Autorun dos dispositivos removíveis está em primeiro lugar em ataques de cibercriminosos no país.

O vírus que danifica os sistemas operacionais, conhecido como Downadup, ocupa o "honroso" segundo lugar, enquanto o malware que vem junto a softwares piratas pulou para a terceira posição na lista das principais infecções do primeiro trimestre de 2011, no Brasil.
Ranking de malware entre Janeiro e Março de 2011:

A posição mais alta no ranking de ameaças virtuais no final do primeiro trimestre foi alcançada pelo Trojan AutorunINF.Gen (9,14%) que, em parceria com a outra ameaça do tipo – WormAutorun.VHG (4,31%) –, acumulam quase 14% do total de registros de ataques cibernéticos no Brasil. Isto faz com que a função autorun dos dispositivos removiveis abra uma brecha para qualquer tipo de ataque. A constante presença dessa ameaça virtual no top 5 da BitDefender revela que os usuários ainda permanecem relutantes em instalar as atualizações de segurança dos fabricantes de sistemas operacionais.
O Win32.Worm.Downadup.Gen aparece em segundo lugar no ranking, com 8,70% do total de infecções registradas no primeiro trimestre de 2011 no país. Este worm é bem conhecido até agora: entre outras funções, ele impede que os usuários acessem o Windows® Update e páginas de empresas de segurança na web, além de impedir o download de antídotos para os computadores infectados.
A grande novidade neste ranking ficou por conta do Trojan.Crack.I, que aparece com 5,29 pontos percentuais, em terceiro lugar. Este vírus gera uma chave para registro não autorizado que visa quebrar proteções de alguns softwares sharewares. Provavelmente ele descobre detalhes dos computadores infectados (nome, versão, chaves de registro etc..) e envia para hackers que podem vender estas licenças como softwares OEM.
Em quinto lugar no ranking de infecções do primeiro trimestre de 2011 está o Trojan.SWF.IFrame.Gen, com 3,73%. Esta é uma denominação genérica para malwares de arquivos Adobe® Flash® que podem comprometer os computadores via drive-by, se o usuário estiver navegando em um site especialmente criado para este fim. Este vírus adiciona elemento do IFRAME que permite o computador infectado fazer o download e instalar vários programas não desejados.

Nenhum comentário: