quarta-feira, 15 de julho de 2009

Venda mundial de PCs deve cair pela primeira vez em oito anos

Falta de interesse por desktops e redução dos gastos das empresas devem fazer mercado encolher 4% em 2009, aponta relatório.

Este ano, o mercado de PCs sofrerá a primeira queda de vendas desde o “estouro da bolha da internet”, em 2001, há 8 anos. A iSuppli, empresa de análises de mercado, estima que sejam comercializadas 287,3 milhões unidades de computadores este ano - uma retração de 4% em relação aos 299,2 milhões de computadores vendidos em 2008.

O desaquecimento nas vendas, segundo o mais recente relatório da iSuppli, é decorrente da diminuição nos gastos das empresas com tecnologia. Em relatório anterior, a empresa previa um ligeiro crescimento (+0,7%) para 2009.

Segundo os analistas, a diminuição nas vendas de computadores é algo incomum no mercado e que até mesmo em anos mais fracos manteve taxa de crescimento positiva - em ao menos um dígito.

Outro importante fator que levará ao encolhimento do segmento está a diminuição na procura por desktops. Está previsto a venda de 124,4 milhões de unidades este ano, bem menos que as 151,9 milhões comercializadas em 2008.

Por outro lado, a venda de notebooks crescerá 11,7%, alcançando 155,97 milhões de unidades contra 139,6 milhões em 2008. Será a primeira vez, segundo a iSuppli, que os portáteis vão ultrapassar os desktops em vendas.

Usuários domésticos e corporativos continuarão a adotar os notebooks por causa da mobilidade. Esse benefício, somado ao desempenho praticamente igual ao dos desktops, fará com que os portáteis ganhem participação de mercado dos PCs, afirmou a companhia.

Nenhum comentário: