domingo, 19 de julho de 2009

Google x Microsoft

Framingham – Com marca forte e saúde financeira, sistema operacional do Google é o melhor candidato a desafiar o Windows, dizem analistas.

Com o lançamento do sistema operacional Chrome OS, na segunda metade de 2010, o Google chegará à melhor posição para concorrer com o Windows da Microsoft, dizem analistas.

Ao anunciar o Chrome OS no blog do Google, na noite de terça-feira (7/7) e escrever que a empresa está “repensando como os sistemas operacionais devem ser”, Sundar Pichai, vice-presidente de produtos do Google, também sinalizou que o gigante de buscas possui saúde financeira e capacidade de engenharia para iniciar uma guerra com a Microsoft.

"Acho que eles estão promovendo uma guerrilha contra a Microsoft, com o objetivo de inovar e ganhar mais participação de mercado com o tempo" afirma Dan Olds, analista da empresa The Gabriel Consulting Group. "É importante lembrar também que o Google não precisa de um sistema operacional para garantir sua receita. A empresa gera muita renda com a área de publicidade. Isto significa que a empresa vai manter seu poder, o que é critico neste mercado."

Ezra Gottheil, analista da empresa de pesquisas Technology Business Research, acredita que muitas empresas possuem talento técnico para criar um sistema operacional, mas poucas têm suporte financeiro, audiência, força de marca e apoio de marketing suficientes para desafiar um produto como o Windows, que está intrincado nas empresas e nas casas das pessoas.

Em maio, o sistema operacional da Microsoft registrou uma participação de 87,5% do mercado mundial, segundo a empresa de medição de internet Net Applications Inc..

Gottheil também nota que o Google não vai abocanhar uma grande fatia de Mercado da Microsoft na área de sistemas operacionais tão cedo, já que as corporações estão bem concentradas em seus sistemas legados e na continuidade de suas operações para apostarem em uma mudança radical.

Inicialmente, o Google vai se concentrar nos consumidores que buscam netbooks – versões portáteis dos laptops com foco no acesso à internet – ou PCs mais leves, que são fáceis de usar e adaptados à atual vida online.

Michael Silver, analista do Gartner, ressalta que o Google possui nome e estratégias para abrir portas na indústria e convencer os fabricantes de software a criarem aplicações mais robustas para o Chrome OS.

"O Google já foi bem-sucedido em algumas frentes como a busca, enquanto a Microsoft teve problemas em alcançá-lo" afirma Silver. "E eles têm muito dinheiro e bom reconhecimento da marca. Certamente eles têm uma visão que é diferente e inovadora, então certamente têm uma chance tão boa quanto os outros, senão melhor."

twitter:
@thorbrazil

Nenhum comentário: